Dicas de Viagens

Informações Gerais

Viajantes com Necessidades Especiais

Crianças desacompanhadas, gestantes, idosos com mais de 60 anos, lactantes, pessoas com crianças de colo, pessoas com mobilidade reduzida e portadores de deficiência são considerados passageiros que podem solicitar assistência especial. Eles têm direito a certas prerrogativas tanto em aeroportos como em terminais rodoviários.

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) estabeleceu uma série de procedimentos para assegurar condições de acessibilidade às pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida que utilizam o transporte rodoviário interestadual e internacional de passageiros.

As empesas devem providenciar os recursos materiais e o pessoal qualificado para atender os passageiros e divulgar, em local de fácil visualização, o direito a atendimento prioritário de pessoas com deficiência ou com mobilidade reduzida, inclusive com deficiência visual e auditiva. Também estão obrigadas a avisar, com dispositivo sonoro, visual ou tátil, os pontos de parada entre a origem e o destino das viagens de forma a garantir as condições de acessibilidade.

Anote aí:

No embarque ou desembarque deverão apresentar as seguintes possibilidades:

– passagem em nível da plataforma de embarque e desembarque do terminal (ou ponto de parada) para o salão de passageiros;

– dispositivo de acesso instalado na plataforma de embarque, interligando-a ao veículo;

– rampa móvel colocada entre o veículo e a plataforma;

– plataforma elevatória ou cadeira de transbordo;

– para facilitar a circulação, o viajante poderá solicitar a entrada do seu veículo particular pelo mesmo acesso de ônibus e estacionar próximo à plataforma, desde que seja previamente autorizado pela administração do terminal;

– para requerer a autorização para entrar com o automóvel particular pelo acesso de ônibus, é preciso ligar com antecedência para a administração e informar a data e horário do embarque;

– caso o usuário não tenha cadeira de rodas, o terminal rodoviário fornecerá o equipamento até o momento do embarque.

Além disso, os passageiros poderão transportar, gratuitamente, os equipamentos que utilizam para sua locomoção, mesmo que extrapolem as dimensões e excedam os limites máximos de peso. Nesse caso, deverão informar à transportadora com antecedência mínima de 24 horas do horário de partida do ponto inicial. No caso de locomoção com cão-guia, o animal será transportado gratuitamente, no piso do veículo, próximo ao seu usuário.

Ainda de acordo com a resolução da ANTT, os ônibus interestaduais, com características urbanas, deverão ter 10% dos assentos disponíveis para o uso de pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida, garantindo o mínimo de dois assentos, preferencialmente localizados próximos à porta de acesso.


Quanto posso comprar no Exterior ?

Quem viaja de avião para o exterior pode gastar, no máximo, US$ 500 em compras, sob pena de pagar multa de 50% sobre o valor excedente (por navio ou via terrestre, a cota de isenção cai para US$ 300).

A parte boa é que, desde outubro de 2010, celulares, máquinas fotográficas, relógios, roupas, sapatos e cosméticos não precisam ser declarados.

A Receita Federal classifica esses objetos como de uso pessoal e, por isso, não entram na cota de isenção.

Em compensação, para qualquer item há um controle sobre o número de unidades (veja lista abaixo).

Anote aí:

– A Declaração de Saída Temporária de Bens foi extinta. Esse documento era emitido antes do embarque, a pedido do turista, para comprovar que ele já era dono dos equipamentos importados levados na viagem. Era a melhor forma de prevenir eventuais confusões na alfândega, como o fiscal da Receita alegar que o produto fora comprado naquela temporada no exterior;

– Para não correr o risco de pagar imposto por algo que você já tinha, leve a nota fiscal do equipamento;

– Se você não tiver o comprovante, melhor deixar o eletrônico em casa; essa regra não se aplica a produtos nacionais.

Confira, a seguir, exemplos de produtos e quantidades que você pode comprar em viagens internacionais:

1. Câmera fotográfica e celular

Quantidade máxima: um por pessoa.

Entra na cota dos US$ 500? Não. São considerados objetos de uso pessoal, não importa o modelo e o valor, se estiverem fora da embalagem e usados.

2. Lentes e outros equipamentos fotográficos

Quantidade máxima: depende do valor. Procure não trazer mais de 10 nem de marcas e tipos diferentes.

Entra na cota dos US$ 500? Sim. A menos que você consiga provar que comprou para uso profissional durante a viagem.

3. Câmera filmadora

Quantidade máxima: duas por pessoa.

Entra na cota dos US$ 500? Sim. Porém, no caso de máquinas que filmam e fotografam, vale a regra da câmera fotográfica.

4. Notebook, videogame e outros eletrônicos

Quantidade máxima: um de cada tipo por pessoa.

Entra na cota dos US$ 500? Sim. Para proteger o mercado nacional, o Ministério da Fazenda não libera esses produtos.

5. Relógio

Quantidade máxima: três por pessoa.

Entra na cota dos US$ 500? Não. Faz parte dos produtos considerados de uso pessoal.

6. Roupa e sapato

Quantidade máxima: três de cada tipo/modelo.

Entra na cota dos US$ 500? Não. São considerados de uso pessoal, mas têm de ser condizentes com o passageiro e o tipo da viagem.

7. Bebida

Quantidade máxima: 12 litros do exterior mais 24 garrafas do Duty Free.

Entra na cota dos US$ 500? Sim. Somente as compradas no Duty Free não são tributadas.

8. Cigarro

Quantidade máxima: dez maços do exterior, mais 20 maços do Duty Free.

Entra na cota dos US$ 500? Sim. Somente as comprados no Duty Free não são tributados.

9. Cosmético

Quantidade máxima: não há número oficial, mas o recomendável é trazer no máximo dez unidades de um mesmo produto.

Entra na cota dos US$ 500? Não. É considerado de uso pessoal. Só não exagere – do contrário, podem ser tributados.


Porque viajar com a SwellSul ?

Somos especialistas e apaixonados por viagens, cuidamos de cada passageiro minuciosamente, fidelizamos os nossos clientes.

Possuímos acordos com as maiores e melhores Operadores de Turismo do País, trabalhamos com confiança, investimos nosso tempo em viagens e conhecimento para melhor atende-los.   Seriedade e competência são nossas premissas básicas.


Seguro Viagem

Como contratar um Seguro Viagem?

Entre em contato com um de nossos agentes, teremos satisfação em atende-lo(a).

Use nosso atendimento ON-LINE na aba inferior do canto direito, ou

envie email para contato@swellsul.com.br

41 – 4063-9396 (Curitiba e Região)

47 – 3363-1415 (Baln. Camboriu e Região)

 

 


Devo contratar um Seguro Viagem?

O Seguro viagem é serviço essencial em seu pacote, além de prevenir gastos excessivos, representa uma parcela muito pequena no custo da viagem se comparado aos outros serviços agregados.

Infelizmente não conseguimos prever acidentes, ou outros problemas que o seguro viagem abrange, sendo de suma importância estar amparado por uma seguradora com reconhecimento internacional.

Trabalhamos com as maiores e melhores seguradoras Nacionais e Internacionais do mercado, proporcionando aos nossos passageiros segurança na viajem seja qual for o destino.

Os principais Itens de um seguro viagem são:

ASSISTENCIA MEDICA POR ACIDENTE (POR EVENTO)
ASSISTENCIA MEDICA POR ENFERMIDADE (POR EVENTO)
ASSISTENCIA MEDICA PARA ENFERMIDADE PREEXISTENTE
ASSISTENCIA MEDICA POR PRATICA DE ESPORTES
ASSISTENCIA MEDICA EMERGENCIAL PARA GESTANTE (CONTRATACAO OPCIONAL)
ASSISTENCIA ODONTOLOGICA DE EMERGENCIA
ASSISTENCIA ODONTOLOGICA EM CASO DE ACIDENTE**
ASSISTENCIA FARMACIA (POR EVENTO)
REMOCAO INTER-HOSPITALAR**
CONVALESCENCA EM HOTEL (POR DIARIA/MAXIMO 05 DIARIAS)
ACOMPANHAMENTO DE FAMILIAR (PASSAGEM AEREA – IDA E VOLTA)
HOSPEDAGEM DO ACOMPANHANTE FAMILIAR (POR DIARIA/MAXIMO 05 DIARIAS)
REPATRIACAO SANITARIA
REPATRIACAO FUNERARIA
REGRESSO ANTECIPADO POR FALECIMENTO DE PARENTE OU CONJUGE (PASSAGEM AEREA)
REGRESSO DE MENOR OU IDOSO DESACOMPANHADO (PASSAGEM AEREA)
REEMBOLSO DE GASTOS POR DEMORA DE BAGAGEM EXTRAVIADA
ASSISTENCIA JURIDICA POR ACIDENTE DE TRANSITO
REMESSA DE VALOR PARA FIANCA JUDICIAL POR ACIDENTE DE TR ANSITO
TRANSMISSAO DE MENSAGENS URGENTES


Documentação

Como tirar o Passaporte

O Passaporte é emitido pela Policia Federal,

basta entra no site, preencher o formulario, pagar a taxa e comparecer no posto de atendimento indicado no cadastro.

Clique AQUI e siga os passos.

Qualquer duvida, entre em contato que um de nossos agentes lhe ajudará.


Preciso de Passaporte?

Somente para viagens para os países que compõem o Mercosul é isento o uso de passaporte, sendo necessário somente a carteira de identidade emitida por orgão oficial e que sua data de emissão seja inferior a 10 anos.

Para todos os outros destinos, é necessário o Passaporte.


Preciso ter uma carteira de vacinas?

A maioria dos paises exigem a vacina contra Febre Amarela aplicada no minimo 10 dias antes do embarque.

Cada pais tem sua exigencia referente a vacinação e controle sanitário.

A Carteira de vacinação nacional deve ser apresentado em um posto da ANVISA para ser emitida a carteira internacional de vacinação, somente esta é valida para embarque internacionais.

Normalmente os aeroportos sao guarnecidos com postos da Anisa, seja esperto, nao deixe pro ultimo dia, faça a troca da carteira o mais breve possivel.


Ofertas Especiais

Como utilizar minhas milhas aéreas?

As Milhas aéreas são de movimentação exclusiva das Cias Aéreas e seus programas parceiros.

Para utilizar suas milhas, entre em contato com sua operadora de cartão e verifique a melhor forma.

 

 


Viagem com Menores

Documentos necessários – Viagem Internacional

Segundo a Resolução 131, de 2011, da regulamentação do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) sobre a concessão de autorização de viagem para o exterior de crianças e adolescentes brasileiros.

Menores viajando acompanhados dos dois pais ou responsáveis, não é necessário nenhuma documentação extra, exceto o passaporte. Nos demais casos, é necessário que haja uma autorização por escrito, conforme o caso:

– Menores viajando com apenas um dos pais deve levar autorização por escrito do outro.

– Menores viajando com nenhum dos pais deve levar autorização por escrito dos dois (Pai e Mãe ou responsáveis legais)

– Menores viajando desacompanhados devem levar autorização por escrito dos dois (Pai e Mãe ou responsáveis legais)

Para baixar o formulário acesse o PORTAL DO CNJ , baixe o PDF, imprima 2 vias, assine-as e leve a um cartório para reconhecer assinatura.

Este procedimento deve ser feito para cada menor viajando, separadamente.  Uma das vias fica com a Policia Federal no momento do embarque e a outra em posse do menor, então sugerimos que faça uma copia ou digitalize este documento para tê-lo em mãos.

Caso não seja informado o período da viagem, a validade do documento é de 2 anos.

Este documento, junto ao passaporte valido,  é necessário mesmo os pais estando presentes no embarque, no caso de responsável legal será obrigatória a apresentação do termo de tutela ou guarda.


Documentos necessários – Viagem Nacional

Para as viagens Nacionais as exigências são menores, basta o responsável apresentar certidão de nascimento, carteira de identidade, passaporte ou outro documento com foto, que confirme sua filiação.

Crianças com menos de 12 anos não podem viajar para fora da cidade  onde reside, desacompanhada dos pais ou responsáveis, sem autorização judicial.

Na companhia de um dos pais, esta autorização não é necessária.